Provérbios 9:18

Mas não sabem que ali estão os mortos, que os seus convidados estão nas profundezas do inferno.

Play Audio:

Que choque! Que desastre maldito! Uma linda mulher seduz um homem para ter sexo fora do casamento. Sua atratividade, lisonjas e disposição o subjugam. Ele não pode acreditar na sua boa sorte – esta mulher excitante e erótica o convidou para ir à sua casa e para a sua cama. Mas a sua casa está cheia de vítimas mortas, e seus outros hóspedes estão nas profundezas do inferno!

Salomão comparou e contrastou a Senhora Sabedoria e a Senhora Tolice naquilo que chamamos de o nono capítulo de Provérbios. Ele descreve a Senhora Sabedoria e a sua oferta para homens simples de forma a protegê-los em sua casa (Pv 9:1-12). E, em seguida, ele descreve a Senhora Tolice, que é uma prostituta sedutora, com a sua oferta contrastante para os mesmos homens e suas eventuais derrotas totais (Pv 9:13-18).

Todos os homens enfrentam regularmente a escolha! Você vai dar ouvidos à Senhora Sabedoria e se manter afastado das mulheres mundanas e das coisas relacionadas a elas? Ou você vai se afastar da sabedoria para provar dos prazeres do pecado por um tempo com uma mulher prostituta? A escolha é sua, mas Deus determina as consequências (Hb 13:4). Rejeite a sabedoria e morra (Pv 9:11-12,18).

Há duas formas de morrer! E existem dois infernos nos quais você pode sofrer! Os fornicadores e os adúlteros têm os quatro! Tolos que vão atrás de uma mulher estranha – uma com quem eles não casaram corretamente – não conseguem enxergar os quatro julgamentos que os espera. Eles estão encantados por uma mulher maravilhosa e ignorantemente se dirigem à sua punição terrível. É contra a dolorida fraude do prazer sexual fora do casamento que este provérbio alerta.

O contexto aqui é a de sedução de homens por mulheres tolas e meretrizes (Pv 9:13-18). A lição simples e óbvia: os homens são cegados pela concupiscência dos seus olhos e das suas carnes, e eles não conseguem enxergar que a morte e o inferno são as consequências reais do pecado sexual. A beleza, a bajulação e os prazeres prometidos de uma mulher deixam os seus corações, almas e mentes estupefatos, não permitindo que considerem os terríveis resultados da intimidade com qualquer outra mulher que não a sua legítima mulher.

Homens sábios buscam por aquilo que não chama a atenção imediata dos olhos ou que cruza as suas mentes. Tolos apenas enxergam aquilo que está diretamente à sua frente. Outra mulher sempre se apresentará bem; as suas palavras encantadoras sempre soarão bem; os seus novos beijos sempre terão um gosto bom; e ela, em conspiração com o diabo e com o seu coração, oferece prazeres que certamente serão bons. Mas a vítima não sabe que aqueles que a visitaram antes dele estão mortos e no inferno (Pv 2:16-20; 5:5; 7:27). Olhe!

O tolo não sabe que os mortos estão lá! A primeira morte é a morte da alma – a perda da integridade, paz, reputação e virtude (Pv 5:9-10). Ao invés disso, eles são atormentados pelo medo, frustração, culpa e vergonha. Esta não é uma morte física; ela é pior! É uma morte viva, onde o coração e a alma morreram para com Deus, alegria, vida e justiça. Salomão escreveu, “O que adultera com uma mulher é falto de entendimento; destrói a sua alma o que tal faz.” (Pv 6:32). Esta é a morte da alma (Lc 15:24; ITm 5:6; Tg 5:19-20).

O tolo não sabe que os mortos estão ali! A outra morte é a morte física. A vida dura com prostitutas encurta a vida conforme declara a Bíblia e é também confirmada pela experiência (Pv 2:18-19; 5:5; 7:27). O viver pecaminoso reduz a longevidade de muitos atores, atletas e artistas da atualidade, mesmo quando descartamos as doenças. Se a pena capital por esses pecados fosse aplicada, ela abreviaria muito mais, ainda, as suas vidas. Também existe o julgamento de Deus sobre tais homens, o qual certamente punirá os clientes de prostitutas e os adúlteros (Hb 13:4).

Os tolos não sabem que os hóspedes dela estão nas profundezas do inferno. O primeiro inferno é a vida desvirtuada e dolorosa nessa vida. Este é o inferno que uma punição corporal apropriada pode livrar a criança dele (Pv 23:13-14). Este é o inferno de empregos perdidos, divórcios, insegurança, famílias arruinadas, crianças perturbadas, dinheiro dissipado, tempo perdido, corações quebrados, mentiras constantes, doenças sexuais, cônjuges enraivecidos e assim por diante. Os prazeres do amor ilícito, a curto prazo, nunca compensa adequadamente pelo restante de sua vida nesse inferno (Pv 5:9).

O tolo não sabe que os seus hóspedes estão nas profundezas do inferno. O outro inferno é o lago de fogo que foi preparado para o diabo e os seus anjos … e todos os fornicadores (Mt 25:41; Ap 21:8; 22:15)! Naquele lugar horrível, os homens que escolheram a aparência e as mentiras de uma mulher ao invés das bênçãos e da verdade de Deus terão toda a eternidade para se lastimarem de suas estúpidas decisões. Ouça as palavras de condenação eterna que serão dirigidas aos fornicadores, “E, então, lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.” (Mt 7:23).

Porque o homem não enxerga esses perigos terríveis? A Bíblia não é suficientemente clara? Os pais e os pastores não foram suficientemente claros? Ele não os enxerga … porque ele não sabe nada a respeito daqueles que já estão sofrendo, ela não diz isso a ele, ele não consegue recordar os avisos dos seus professores, o prazer é grande demais para poder pensar, a televisão diz que é maravilhoso, o sistema escolar diz que é bom, ele se embalou para dormir com fantasias e pornografia, ele só vê quem aparentemente se deu bem, ou porque ele subestimou a falsidade do pecado.

Em nossa geração e sociedade, há muitas mulheres liberadas, as mulheres tolas descritas neste contexto (Pv 9:13-18). Alunos do primeiro e do Segundo grau escolar e das universidades são carnes de mercado. As mulheres se vestem como prostitutas, até mesmo nas igrejas, e os “shoppings” são locais quase que intoleráveis para os homens justos. Divórcio por qualquer causa é o meio para se obter uma nova mulher, exatamente o que o Salvador condenou nos Seus dias, o que não cobre o pecado (Mt 5:27-32).

Você é um fornicador ou adúltero arrependido? Você despreza o seu pecado? Você pode orar do jeito descrito por Eliú (Jó 33:27-28)? Você pode se lançar aos pés de Jesus Cristo, suplicando e implorando por misericórdia, da mesma maneira que muitas prostitutas fizeram no Novo Testamento? Há salvação em Jesus Cristo, até mesmo para os adúlteros e fornicadores. A igreja de Corinto tinham muitos (ICo 6:9-11). E eles estarão no céu pela justice de Cristo. Louvado seja o Seu nome glorioso!